Método SMART: Como estudar para Concurso

Método SMART: Como estudar para Concurso

O tema de hoje é uma continuação do blogpost: Como estudar para Concurso: Métodos de Estudos 1, onde vamos falar sobre o método SMART.

Esse método é usado por algumas empresas e pessoas para ajudar na hora de alcançar algum objetivo. Foi escrito, em 1981, pelo escritor norte-americano George Doran. Smart significa inteligente em inglês e alguns profissionais afirmam que é um método inteligente para alcançar objetivos.

No método SMART cada letra equivale a uma etapa para chegar mais perto do seu objetivo. Vamos a elas:

S – Specific (específico)

A primeira letra é o início, quando se deve definir a meta. É interessante fazer isso de maneira detalhada, pondo junto com a meta os desafios que você acha que poderá enfrentar. Responder a algumas perguntas podem ajudá-lo na hora de definir a meta, como:

– Quem está envolvido? Tudo depende só de você ou da participação de outras pessoas?

– O que eu realmente quero alcançar? Defina o resultado ou fato que deseja alcançar.

– Onde isso vai ocorrer? Identifique um local.

– Quando isso vai ocorrer? Estabeleça um período de tempo específico.

– Quais requisitos e/ou restrições serão parte do processo? Identifique-os.

– Por que eu estou definindo esta meta? Anote as razões específicas e os benefícios decorrentes.

Exemplo:

Errado – Passar no concurso.

Certo – Ficar entre os classificados no resultado das provas / Atingir tal pontuação.

M – Mensurable (mensurável)

O próximo passo é identificar os pontos fracos e fortes em relação à meta. Isso é importante para dividir a quantidade certa de tempo para cada atividade, além de você conseguir ver seu progresso e se automotivar.

Quais suas matérias mais desafiadoras?

Analise sua meta, pergunte-se:

– Quanto custará?

– Quanto de ‘qualquer variável’?

– Quantos (as) ‘variável’ eu pretendo ganhar / perder?

– Quanto tempo será necessário para realizar cada passo até atingir o resultado final?

– Como vou saber quando está concluído?

Exemplo:

Errado – Tirar uma nota boa o suficiente para passar.

Certo – Estudar no mínimo 2 horas por dia e fazer uma prova com tempo uma vez na semana.

A – Attainable (alcançável)

Definida sua meta e o tempo que você tem para cumpri-lá, agora é importante saber se é algo fora de série ou é real e possível de ser atingido? Você precisa responder sinceramente a essa pergunta, caso contrário o resultado pode ser frustrante.

Exemplo:

Errado – Estudar tudo sobre português em um dia.

Certo – Ver todo conteúdos, estudando primeiro o que eu tenho dificuldade 40 minutos por dia, a mais.

R – Relevant (relevância)

Sua meta é relevante, mas quão relevante essa meta é para você?

Exemplo:

Errado – Fazer as duas horas de estudo em qualquer lugar a todo custo.

Certo – Encaixar a rotina de estudos no que já é planejado e estudar com qualidade.

T – Time-related (temporal)

Determine horas e datas realistas, e que se adequem a sua rotina, para cada etapa que você precisa passar para atingir sua meta.

Exemplo:

Errado – Estudar em revisões e aulões pré-prova.

Certo – Organizar a rotina de estudos assim que confirmado o concurso.

Este conteúdo lhe ajudou de alguma maneira? Se sim, compartilhe com seus amigos e colegas!

Você encontra mais dicas de estudos na sessão Vida de Concurseiro aqui do blog. Alguns exemplos de conteúdos que você poderá encontrar são:

Está tendo dificuldades para estudar para concurso?

Quem sabe um curso preparatório com o melhor time de professores do país possa facilitar sua jornada em busca da nomeação. Acesse o site do CPC Concursos e confira todas as oportunidades que temos para você!

Deixe uma resposta