A Curva do Esquecimento de Ebbinghaus: o que é, dicas para superá-la e muito mais!

A Curva do Esquecimento de Ebbinghaus: o que é, dicas para superá-la e muito mais!

Saiba como a Curva do Esquecimento de Ebbinghaus pode afetar seus estudos e veja 3 dicas para lidar com isso e estudar de forma mais eficaz. 

Você já ouviu falar da Curva do Esquecimento de Ebbinghaus?

Não? Pois temos uma má notícia: ela afeta todo mundo. Ou seja, enquanto você está lendo este blogpost,  está esquecendo de algum conteúdo que já estudou.

É isso mesmo. Mais cedo ou mais tarde, você vai esquecer a matéria que leu ou ouviu hoje, por exemplo.

Mas calma. É absolutamente normal não lembrar de tudo. É como falamos, o fenômeno do esquecimento acontece com todo mundo. 

Pensando nisso, elaboramos este blogpost para você entender de forma rápida o que é a curva do esquecimento, dicas para superá-la e um breve passo a passo.

Curva do Esquecimento de Ebbinghaus: quem é você?

O conceito de curva do esquecimento é antigo. Foi criado pelo psicólogo alemão Hermann Ebbinghaus (1850 – 1909). 

Pioneiro em estudos da memória, Ebbinghaus foi um psicólogo alemão conhecido por sua descoberta da curva do esquecimento e do efeito de espaçamento, além de ter sido o primeiro a descrever a curva de aprendizado . 

Criado em 1885, o conceito de curva do esquecimento aponta que quanto mais o tempo passa, mais esquecemos o que foi visto ou lido por nós. Para ilustrar a teoria, o filósofo montou um gráfico em curva.

ilustração de gráfico que mostra a curva do esquecimento
Curva do Esquecimento de Ebbinghaus: Ilustração.

Logo, ela demonstra que no momento em que acabamos de estudar, lembramos de praticamente tudo, e, à medida em que o tempo vai passando, a curva vai aumentando, até esquecermos quase tudo.

Mas por que a curva do esquecimento acontece?

A curva do esquecimento ocorre porque o cérebro entende que não é preciso registrar informações que não são usadas. 

Ou seja, quanto menos aquele conteúdo for visto, menos relevante ele se torna para o cérebro. Logo, é essencial estimular a memória ao longo do tempo para não descartar a informação estudada. 

No entanto, como reter essa informação para chegar ao dia da prova bem preparado? O que fazer para não esquecer a matéria estudada? Existe uma cura para esse esquecimento?

Keep and calm! A gente sabe que para quem tem um grande volume de matérias para estudar, esse parece ser um problema gigante. Mas com bastante preparo e cuidado, temos como lidar com isso.

Existe remédio para o esquecimento?

No livro “Supermemória – Você também pode ter uma”, Alberto Dell’Isola conta que esse esquecimento é algo normal do cérebro. Ou seja, não é nenhum problema de saúde ou algo do tipo. 

Porém, quem está estudando para a prova do concurso TJ/RS Oficial de Justiça Classe O, por exemplo, quer uma cura. Afinal, quem não gostaria de uma solução fácil não só para o esquecimento como para as dúvidas?

Com mais de 15 anos de experiência na área de concursos, a professora Taís Flores apontou uma resposta, durante o evento Oficina de Métodos de Revisão, em agosto de 2019.

“Esquecer é normal, revisar é necessário”, destacou, sobre a importância da revisão nos estudos. Por isso, é fundamental incluir revisões programadas na rotina de estudos. 

Dicas práticas e rápidas para o dia a dia de estudos

Para enfrentar o problema do esquecimento nos estudos para concursos, especialistas são unânimes: revisar é essencial. Mas como revisar?

Pensando nisso, vamos passar três dicas simples e rápidas para você já começar a aplicar no seu dia a dia de estudos.

01. Inclua revisões no seu plano de estudos

Nós já falamos aqui no Blog sobre a importância de um bom planejamento na preparação para concursos. Aliás, se precisar, leia depois as dicas do artigo: 5 passos para criar um Plano de Estudos

Então o primeiro passo é incluir no seu planejamento as revisões tendo bastante cuidado. Ou seja, ao longo do tempo.  

Experimente incluir uma revisão de 10 minutos para cada uma hora de estudos. Releia suas anotações, seu resumo ou fichas-resumo, por exemplo. O tempo pode variar dependendo da pessoa. Mas já é um começo.

02. Denovo, denovo!

Após uma semana, reative em seu cérebro os conteúdos estudados. Ou seja, reveja tópicos da matéria. Por que isso é importante? 

Porque assim o cérebro não descartará essa informação que pode ser bastante importante e decisiva na hora da prova. 

Não é à toa que o novo curso dos Aprovadores, o MegaExtensivo para Oficial de Justiça Classe PJ-H tem aulas de revisão a cada quatro aulas teóricas sobre o conteúdo estudado. 

Dessa forma, nossos alunos vão sair muito mais preparados para não ter problemas com esquecimento. Megapreparação que chama né?

03. Olha eu aqui outra vez!

A gente sabe que parece clichê, mas esta é uma verdade. Revisar é tão importante quanto fazer questões nos estudos para concursos.

Após 30 dias, uma revisão extra sobre os tópicos estudos vai ajudar na manutenção do conhecimento. Logo, as revisões vão impedindo que o cérebro descarte essas informações. 

Um bom aliado pode ser o resumo ou outra técnica de revisão que combine com o seu jeito de estudar. Aliás, se precisar também temos um artigo sobre isso: Como fazer um resumo em 3 passos

Existem diversas técnicas de revisão, desde fichas-resumo, flashcards, resumos, mapas mentais, esquemas, enfim, você pode abusar de todas elas para revisar.

Falando nisso, quem já comprou os ingressos presenciais para o Pré-Prova TJ/RS Oficial de Justiça Aprovadores, ganhou acesso exclusivo ao evento on-line Oficina de Métodos de Revisão. Baita dica!

Recado extra para lidar com a curva do esquecimento de Ebbinghaus

Algo importante que não podemos esquecer: todos nós temos uma boa memória, só precisamos estimular ela de forma correta.

Ou seja, não foque no problema, foque na solução para esse problema. Lembrando que esquecer é algo comum para todo mundo. 

Mas, caso haja necessidade, um bom curso de revisão pode fazer a diferença nos seus estudos. Por exemplo, os Aprovadores lançaram o curso on-line Santo Remédio que tem sido um sucesso com os alunos. 

Gostou das dicas? Deixe seu recado nos comentários. Vamos adorar saber o que está achando. Se puder, compartilhe com um amigo que está precisando delas. Até a próxima!

Você também poderá gostar: 

Deixe uma resposta