Concurso TJ/RS – Oficial de Justiça: Veja Dicas

Concurso TJ/RS – Oficial de Justiça: Veja Dicas

O Concurso para o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS) para Oficial de Justiça Classe O (2° grau) está autorizado. Para que o candidato possa concorrer exige-se o Ensino Médio Completo. A remuneração inicial é de R$ 8.459,60.

Devido ao TJ/RS ser regido pelo Estatuto e Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos, os concursados do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul usufruem, além da estabilidade no serviço público, de diversos benefícios.

Benefícios do TJ/RS

Há diversos benefícios para quem escolhe o concurso do TJ/RS. Além da progressão funcional dos cargos, há adicionais por tempo de serviço, funções gratificadas, entre outras bonificações.

Licença-prêmio

É o direito de o servidor do TJ/RS ter três meses de licença-prêmio por assiduidade com todas as vantagens do cargo, como se nele estivesse em exercício.

O que faz um Oficial de Justiça?

Ele é responsável pelos atos de comunicação, avaliação, verificação de leilões, praças, penhoras, arrestos e mais diligências próprias do seu ofício.

Concurso TJ/RS Oficial de Justiça

E a prova?

O ultimo concurso para a categoria foi em 2009. Conforme o edital da época a prova foi objetiva, com duração máxima de quatro horas, onde os candidatos precisavam resolver 70 questões. A de maior peso envolvia o conteúdo de Língua Portuguesa. Foram 36 perguntas, com pontuação de 1,5 cada. Em seguida, vinham 24 questões de conhecimentos específicos, também valendo 1,5 cada. Por fim, havia dez questionamentos sobre tópicos de legislação, com peso 1,0.

O que estudar?

Em português na última prova caiu muita ortografia, morfologia, sintaxe e interpretação textual. Os conhecimentos específicos da área foram sobre atos, diligências e outros procedimentos. Já a prova da Legislação cobra Constituição Federal e Estadual, legislação administrativa, de organização judiciária, Direito Civil e Processo Civil, além de Direito Penal e Processual Penal.

Concurso TJ/RS Oficial de Justiça

Deixe uma resposta