COMO FAZER UMA BOA REDAÇÃO: CONFIRA DICAS PRÁTICAS PARA ATINGIR A NOTA MÁXIMA!

COMO FAZER UMA BOA REDAÇÃO: CONFIRA DICAS PRÁTICAS PARA ATINGIR A NOTA MÁXIMA!

No mundo dos concurseiros, já sabemos que escrever de acordo com a norma culta da Língua Portuguesa, atentando às inúmeras regras do idioma, é tarefa que requer muita atenção. Além disso, estamos cientes de que o texto precisa trazer bons argumentos dentro de uma estrutura na qual as ideias façam sentido.

A redação definitivamente não é uma unanimidade, pois é no momento da escrita que mostramos nossas competências linguísticas e, infelizmente, nem sempre estamos tão preparados quanto gostaríamos, não é verdade?

Quando escrevemos, documentamos, inconscientemente, nossas dúvidas e carências de aprendizado. Acertos e erros ficam ali registrados e nítidos para quem vai avaliar nosso texto.
No momento da correção de uma redação, erros pequenos podem contar muitos pontos. Por isso, elaboramos dicas para uma boa redação. São dicas simples, no entanto, muito relevantes, que vão deixar você à vontade na hora de elencar no papel suas ideias e argumentos.

Não esqueça: são apenas dicas de redação, quem quer aprender mais pode conferir nossos Cursos especiais voltados para o tema.

PRATIQUE LENDO TEXTOS DE OUTROS CANDIDATOS
Essa leitura fará com que você veja, na prática, a execução de determinado projeto de texto, de um esqueleto, pois todo mundo que alcança as maiores notas tem um esqueleto pré-estabelecido. Além disso, você terá diversas formas diferentes de planejamento de texto, de escrita, de formas de argumentação, e isso vai te fornecer repertório.

ESTUDE OS PRINCIPAIS TÓPICOS DA GRAMÁTICA
Buscar os pontos mais importantes de Gramática para revisar é essencial. Além de fazer com que você observe quais as suas fragilidades, ainda fará com que você vá mais preparado e confiante para a prova.

Confira alguns pontos importantes:

I- Vírgula;

II- Regência e uso da crase;

III- Concordância;

IV- Colocação pronominal;

V- Referenciação (uso de pronomes demonstrativos e, como bônus, uso de pronomes reativos).

NÃO HÁ MÁGICA
As fórmulas só existem nas ciências exatas e, ainda assim, quando mal aplicadas, são passíveis de erro. Portanto, se você quer se tornar um escritor eficiente, comece sua jornada em busca da competência linguística com o simples hábito de ler. No começo pode ser difícil, mas como todo hábito, aos poucos você vai se acostumar e até tomar gosto pela leitura. Entenda que um bom escritor é, obrigatoriamente, um bom leitor. Corra já para uma biblioteca e recupere o tempo perdido.

ESCREVE BASTANTE E CORRIJA SEUS TEXTOS
O treino é fundamental para o aprimoramento das técnicas de redação, mas não se esqueça de que seus textos precisam de um leitor que possa encontrar possíveis erros e mostrar a você maneiras eficientes de solucioná-los. A correção certamente vai te ajudar a sanar dúvidas e evitar que erros se repitam. Peça ajuda para um professor ou alguém com conhecimento específico na área.

MANTENHA A ATENÇÃO NOS DETALHES
Tenha em mente que em concursos e vestibulares, é comum que o número de linhas do texto seja estipulado, geralmente, pede-se que o candidato elabore uma redação com até 30 linhas. Lembre-se de que toda linha extra será desconsiderada no momento da correção, portanto, respeite o número mínimo e o número máximo de linhas.

Além disso, para que uma redação possa ser desenvolvida de maneira satisfatória, ela precisa ter, no mínimo, quatro parágrafos, divididos em introdução, desenvolvimento e conclusão.

SEJA DIRETO
Procure ser objetivo, nada de introduções longas e mirabolantes. Alguns se perdem na “vaguidão inespecífica” e acabam recheando o texto com informações desnecessárias e chavões sem utilidade prática. Há quem acredite que o uso de uma linguagem rebuscada, permeada por arcaísmos e expressões eruditas, pode impressionar os leitores, mas, definitivamente, enfeitar a escrita não vai fazer com que você se pareça mais inteligente aos olhos dos corretores. Objetividade é a palavra de ordem.

Além de todas essas dicas, não esqueça de descansar. Não adianta ter todas as técnicas, ter estudado bastante e no dia da prova estar cansado, estressado ou até ansioso demais. Sua saúde mental pesa muito mais do que seu preparo técnico. Por isso, cuide dela. Cuide de você. Você fez o que pode, deu sua melhor versão.

Descanse e se divirta (moderadamente) antes da prova. E confie em você, confie no que você fez. Não se compare com ninguém porque jornada nenhum é digna de comparação.

Vai dar certo! Aliás, já está dando.

Deixe uma resposta